quarta-feira, 27 de janeiro de 2010

FMI aprova crédito de US$ 114 milhões ao Haiti

Com quantia, governo haitiano pretende comprar equipamentos para retomar administração

O Conselho Executivo do Fundo Monetário Internacional (FMI) aprovou nesta quarta-feira, 27, dois empréstimos no valor total de US$ 114 milhões ao Haiti, a maior quantia que chegará ao Governo após o grande terremoto.

Os fundos "estarão nas mãos das autoridades na sexta", disse à imprensa a chefe para assuntos do Haiti da instituição financeira, Corinne Delechat.

A ajude consiste em um empréstimo de emergência de US$ 102 milhões sem nenhuma condição pré-estabelecida, e um crédito de US$ 12 milhões já previsto como parte de um acordo de assistência aprovado em novembro de 2006.

O Governo haitiano pretende usar o empréstimo extraordinário para comprar equipamentos de informática e de telecomunicações para retomar suas funções, segundo Delechat.

Além disso, destinará parte do dinheiro a reconstrução de hospitais e escolas, que tiveram 90% de seus edifícios destruídos pelo tremor.

O diretor gerente do FMI,Dominique Strauss-Kahn, prometeu o empréstimo ao Haiti dois dias após o terremoto, mas para seu desembolso era necessário a ratificação do Conselho Executivo, que representa os países membros da entidade.

Organizações humanitárias criticaram o Fundo por enviar um crédito ao Haiti, ao invés de uma doação. Strauss-Kahn respondeu que aprovar uma doação poderia tomar mais tempo e trâmites, e que o empréstimo será perdoado se eventualmente os doadores aceitarem o cancelamento de toda a dívida da nação caribenha.

Delechat comentou que há "boa vontade" no FMI, nas outras instituições internacionais e países doadores para chegar a um acordo sobre os US$ 1,2 bilhões que somam a dívida externa do Haiti.

O empréstimo de US$ 102 milhões é sem interesses e a amortização só começará daqui a cinco anos e meio. Neste ano, contudo, o Haiti terá que pagar cerca de US$ 860 mil ao FMI pela dívida já contraída com a organização.

Fonte: EFE

Células da pele são transformadas diretamente em neurônios, diz estudo

Células nervosas foram obtidas sem o uso de células-tronco.
Artigo apresentando pesquisa foi publicado na 'Nature'.


Com informações da Reuters

Pesquisadores afirmaram nesta quarta-feira (27) ter transformado células comuns da pele diretamente em neurônios, sem necessidade de manipulação de células-tronco. A descoberta tem potencial para acelerar muito o campo da medicina regenerativa.

A experiência abre a perspectiva de que um dia seja possível retirar uma amostra da pele de um paciente para transformar as células em um tecido sob medida para transplantes no tratamento de doenças cerebrais, como os males de Parkinson e Alzheimer, ou para a cura de lesões de coluna.

"Este estudo é um enorme salto à frente", disse Irving Weissman, diretor do Instituto para a Biologia da Célula-Tronco e da Medicina Regenerativa na Universidade Stanford, na Califórnia, onde o trabalho foi feito e patenteado.


Trabalhos anteriores com células-tronco em ratos puderam ser repetidos em humanos em questão de meses.


Os especialistas também esperam reprogramar células comuns para transformá-las em outros tipos de células, de modo a ajudar na substituição de fígados deteriorados e no tratamento de doenças como diabete e câncer. 



Em artigo na revista "Nature," os pesquisadores disseram ter usado apenas três genes para transformar as células cutâneas diretamente em neurônios, que eles batizaram de "células neuronais induzidas".

"Induzimos ativa e diretamente um tipo de célula para se tornar um tipo completamente diferente de célula", disse Marius Wernig, da Universidade Stanford, que dirigiu o estudo. "São neurônios totalmente funcionais. Eles podem fazer todas as coisas principais que os neurônios fazem no cérebro".


Wernig se disse surpreso com o sucesso do trabalho. Cientistas achavam até então que era necessário fazer as células regredirem a um estágio mais primitivo antes que elas pudessem mudar de direção.


"Para ser muito honesto, eu não tinha certeza de que iria funcionar. Foi um desses projetos de alto risco e alta recompensa", disse Wernig por telefone. "Funcionou, na verdade relativamente rápido".


A equipe já está tentando fazer o mesmo com células humanas, mas Wernig disse que nesse caso parece ser um pouco mais complicado.



O grande foco da medicina regenerativa tem sido as células-tronco embrionárias humanas, que retêm a capacidade de gerar qualquer tipo de tecido do organismo. Mas seu uso é polêmico e restrito.

Nos últimos anos, os cientistas também conseguiram fazer células cutâneas regredirem para um estágio semelhante ao das células-tronco, quando são chamadas de células-tronco pluripotentes induzidas.


A nova experiência pula todas essas fase intermediária e, embora não signifique de imediato que não há necessidade do uso de células-tronco embrionárias, ela sugere que há um caminho para evitá-las.


Um problema das novas células é que elas não proliferam bem em laboratório e não vivem tanto quanto as células-tronco primitivas. Mas Wernig disse acreditar que será possível transformar as células cutâneas em todos os outros tipos.


"É preciso apenas encontrar o coquetel de transcrição correto, e você poderá transformar qualquer coisa que quiser em qualquer (outra) coisa que quiser", disse Wernig.


Fatores de transcrição são genes que dizem o que outros genes têm de fazer. Cada célula no organismo contém todo o mapa do DNA, ou genoma, mas só determinados genes operam em certas células.


Fonte: http://g1.globo.com/Noticias/Ciencia/

segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

Conexão da Campus Party Brasil permite baixar música em 2 segundos

Bruno do Amaral

Após um breve início com velocidade de conexão discada em 1995, a internet da Campus Party Brasil resolveu funcionar com toda a potência. A feira de tecnologia, que inicia nesta segunda-feira (25) e vai até o domingo (31), possui um link de 10 Gb compartilhados - isto é, a velocidade será dividida para todos os internautas presentes no Centro de Exposições Imigrantes, em São Paulo.

Mesmo assim, isso não impede boas velocidades. Para baixar o iTunes (88,9 MB) foi necessário pouco mais de 8 minutos. A velocidade média para o download era de 400 kb/s (equivalente a uma conexão de 4 Mb), mas não é o máximo que se pode chegar.

Em testes no site RJNET, uma espécie de aplicativo "velocímetro" de conexão, foram feitas várias tentativas. Uma delas registrou taxa de transferência de 934,64 kb/s. Em outra, o serviço registrou 1000,35 kb/s e, logo após, a partir dos servidores da Adobe, chegou a mais de 2 Mb/s (ou 2000 kb/s). Com essa velocidade, é possível baixar uma MP3 média em 2s, um disco inteiro em 25 segundos e um DVD de 4,7 GB em aproximadamente 39 min.

Lembrando ao campuseiro ou visitante que as conexões só são disponibilizadas por cabos. Quem quer conectar com redes sem fio, será preciso trazer um roteador e fazer por si só, ou aproveitando de amigos - mas é bom saber o que está fazendo, para não correr risco de invasões. Outra opção é utilizar uma rede 3G, que funciona perfeitamente dentro do pavilhão.

Fonte: http://www.band.com.br/jornalismo/tecnologia

Telescópio descobre "cama de estrelas" do universo primitivo



     Pequena galáxia, situada perto do agrupamento de galáxias Abell 2218, é menor que a Via Láctea, mas forma 100 vezes mais estrelas do que a galáxia que abriga a Terra e o Sistema Solar

Um telescópio espacial descobriu uma pequena galáxia coberta de poeira cósmica, que é o lar de milhares de estrelas do universo primitivo, quando este tinha somente 1,5 milhões de anos, informou nesta segunda-feira o Instituto Nacional das Ciências do Universo da França (Insu), do Centro Nacional de Investigação Científica. Entre as principais galáxias que produzem estrelas massivas, esta é a menor e a mais distante já conhecida, disse o instituto em comunicado.

Situada perto do agrupamento de galáxias chamado Abell 2218, a nova galáxia tem o tamanho menor que o da Via Láctea, mas ainda assim, forma 100 vezes mais estrelas do que a galáxia que abriga a Terra e o Sistema Solar. Ela foi descoberta pelos astrônomos Jean-Paul Kneib e Kirsten Kraiberg Knudsen com a ajuda de uma lente gravitacional, também chamada de telescópio cósmico.

Este tipo de corpo cósmico pode ser observado quando a luz procedente dos objetos distantes e brilhantes se curva em torno de uma galáxia massiva, deformando o espaço-tempo e desviando a luz de outras galáxias distantes. Neste sentido, o telescópio cósmico permitiu aos cientistas provar a existência do pequeno "objeto empoeirado".

"Sabemos muito pouco deste tipo de galáxia, sobretudo, quando tentamos remontar a idade do universo", comentou Knudsen. Kneib admitiu que a descoberta é "bastante excepcional" porque "põe em questão conclusões tiradas das observações que sugerem que as estrelas nascem no peito das galáxias massivas".

Fonte: http://noticias.terra.com.br/ciencia/

Iraque executa 'Ali Químico', autoridade do regime de Saddam Hussein

Ali Hassan al-Majid, ex-autoridade iraquiana conhecida como 'Ali Químico', foi executado na forca nesta segunda-feira, anunciou o porta-voz do governo Ali al-Dabbagh. "A sentença de morte contra Ali Hassan al-Majid foi cumprida", afirmou Dabbagh.  


Majid, ex-ministro da Defesa e primo do ex-ditador Saddam Hussein, também executado na forca em 2006, foi sentenciado quatro vezes à morte por genocídio e crimes contra a humanidade. 

Em 17 de janeiro, a Suprema Corte do Iraque o sentenciou à morte por ordenar um ataque com gás contra a cidade curda de Halabja em 1988. Acredita-se que 5 mil pessoas, em sua maioria mulheres e crianças, tenham morrido no ataque.

Jatos iraquianos sobrevoaram Halabja e por cinco horas espalharam um coquetel letal composto de gás mostarda e dos agentes neurotóxicos Tabun, Sarin e VX. O ataque rendeu a Majid o apelido de Ali Químico. 

Também foram condenados pelo ataque o ex-ministro da Defesa Sultan Hasheem e o então chefe do serviço secreto iraquiano, Ali Sader al-Douri. Ambos passarão 15 anos presos. Já o chefe da inteligência na região, Farhan Motlak, foi condenado a dez anos de prisão.

Como principal responsável pelo crime foi apontado "Ali Químico", que chefiava o Escritório de Organização do Norte do extinto Partido Baath, de Saddam.

O anúncio de sua execução ocorreu logo depois de três ataques coordenados terem ocorrido no centro de Bagdá. Ainda não está claro se os atentados têm relação com a morte de Majid. 

Majid foi sentenciado à forca em junho de 2007 por seu papel na campanha militar de Anfal, contra a etnia curda, que durou de fevereiro a agosto de 1988.

Em dezembro de 2008 ele também recebeu uma condenação à morte por seu papel em reprimir uma revolta xiita depois da Guerra do Golfo, em 1991. 

Em março de 2009, ele foi sentenciado à morte juntamente com outros pelo assassinato de muçulmanos xiitas no bairro de Cidade Sadr, em Bagdá, em 1999.

*Com informações da BBC


Fonte: http://ultimosegundo.ig.com.br/



Saiba o que muda nas eleições deste ano

Adja Brito


As modificações na legislação eleitoral, pelo Congresso Nacional, e a edição de algumas resoluções, pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), para as eleições de outubro, têm sido palco de debates entre políticos, cientistas políticos, profissionais do Direito e cidadão comum. As opiniões são divergentes e ainda há muita confusão em torno do tema.

Agora, o que todos concordam é que a Lei 12.034, de 29 de setembro, do ano passado, amoleceu para a classe política, ou seja, está mais branda.  Uma das novidades são as doações por cartão de crédito para pessoas físicas e exigência da apresentação do título de eleitor e de um documento com foto na hora do voto.
Já o TSE mudou de 24 horas para três dias o prazo para apresentação de recursos originados de representação. A decisão foi tomada com a aprovação da instrução que trata dos prazos e regras para as representações, reclamações e pedidos de respostas referentes às eleições 2010. De acordo com o documento, os processos poderão chegar ao tribunal por ação de qualquer partido político, coligação, candidato ou pelo Ministério Público.


O corregedor regional eleitoral, Carlos Sarmento, que está marcando para o mês de março uma série de audiência para debater as mudanças, informou que também está prevista a designação de juízes auxiliares para atuar nesses processos até a diplomação dos eleitos. As representações serão encaminhadas ao TSE no caso de eleição presidencial e para os cargos de deputados (estadual e federal), senador e governador ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PB).


“O TSE também definiu que no caso pedido de resposta na imprensa escrita, a solicitação deve ser feita até 72 horas depois da veiculação da ofensa. Se o pedido for aceito, a resposta deverá ser publicada no veículo impresso até 48 horas após a decisão judicial, ocupando igual espaço, local, página, tamanho, caracteres e outros elementos de realce usados na ofensa. Se o jornal ou revista não for diário, a resposta deverá ser divulgada na primeira edição que circular”, comentou o juiz.


Em questão de prazos, em relação ao rádio e a televisão, o pedido de resposta deverá ocorrer em até 48 horas a partir da veiculação da ofensa. O pedido precisará estar acompanhado da transcrição do trecho considerado ofensivo ou inverídico. Se o pedido for aceito pela Justiça Eleitoral, a resposta deverá ir ao ar até 48 horas depois da decisão em tempo igual ao da ofensa, nunca inferior a um minuto.

“Já no caso do horário eleitoral gratuito, o pedido deverá ocorrer no prazo de 24 horas, contado a partir da veiculação do programa. O pedido deverá especificar o trecho considerado ofensivo ou inverídico e conter a mídia da gravação do programa, acompanhada da respectiva degravação. Se o pedido for aceito, o ofendido usará, para a resposta, tempo igual ao da ofensa, porém nunca inferior a um minuto. A resposta será divulgada no horário destinado ao partido político ou coligação responsável pela ofensa, devendo se restringir aos fatos nela veiculados”, informou.


Pela minuta do TSE, ainda se pode notar que se o tempo reservado ao partido político ou à coligação responsável pela ofensa for inferior a um minuto, a resposta será levada ao ar tantas vezes quantas forem necessárias para a sua complementação. Mas, no caso de o ofendido ser candidato, partido político ou coligação que tenha usado o tempo concedido sem responder aos fatos veiculados na ofensa, terá subtraído do respectivo programa eleitoral o mesmo tempo. Em caso de terceiros, ficarão sujeitos à suspensão de igual tempo em eventuais novos pedidos de resposta e à multa de R$ 2.128,20 a R$ 5.320,50.

De acordo com o TSE, a campanha eleitoral pela internet, também terá direito de resposta. No caso de a Justiça Eleitoral concordar com o pedido, a resposta será divulgada no mesmo veículo, espaço, local, horário, página eletrônica e tamanho usados na ofensa. O prazo para a resposta é de até 48 horas após a entrega da mídia com a resposta do ofendido. Essa resposta ficará disponível para ser consultada pelos usuários do serviço de internet por tempo não inferior ao dobro em que esteve disponível a mensagem considerada ofensiva. Os custos de veiculação da resposta correrão por conta do responsável pela propaganda original.


Fonte: http://jornaldaparaiba.globo.com/


sábado, 23 de janeiro de 2010

Homem mata ex-mulher com sete tiros em salão de beleza de BH

Um homem matou a ex-mulher com sete tiros em um salão de beleza de Belo Horizonte, nesta quarta-feira. Maria Islaine de Moraes, com medo das ameaças de Fábio Willian da Silva, já havia pedido proteção à polícia, mas de nada adiantou.

Maria era proprietária do estabelecimento e instalou câmeras de segurança para tentar inibir as ações do ex-marido. As imagens registraram o momento em que Silva entrou no salão, impediu que duas clientes fugissem, e disparou sete vezes contra a cabeleireira, antes de fugir correndo.

A vítima já havia registrado cinco queixas contra Silva. Nos boletins de ocorrência, denunciou que era constantemente ameaçada desde que resolveu se separar. O ex-marido chegou a atirar uma bomba caseira na porta da casa de Maria.

Após as denúncias, um juiz de Belo Horizonte determinou que Silva mantivesse uma distância mínima de 300 metros da ex-mulher. Apesar de a ordem judicial ter sido desrespeitada várias vezes, nada aconteceu com ele.


Fonte: http://www.band.com.br/jornalismo/

Homem que executou ex-mulher não demonstra arrependimento

Ivan Satuf - Portal Uai 

Calado, sem mostrar qualquer emoção e com os olhos baixos. Assim estava o borracheiro Fábio Willian Silva Soares, de 30 anos, apresentado na manhã desta sexta-feira no Departamento de Investigações da Polícia Civil, em Belo Horizonte. Na quarta-feira, ele matou a tiros a ex-mulher, a cabeleireira Maria Islaine de Morais, de 31 anos, dentro de um salão de beleza no Bairro Santa Mônica, na região de Venda Nova.  


Fábio foi detido no final da tarde de quinta-feira em uma área rural próximo a Morada Nova de Minas, na região Central do estado. Ele foi transferido ainda na quinta-feira para a capital e está na carceragem do Ceresp São Cristóvão.

O delegado Álvaro Homero, responsável pelas investigações, disse que o borracheiro deve ser indiciado por homicídio duplamente qualificado, por motivo fútil e impossibilitar a defesa da vítima. “Ele falou muito pouco numa primeira conversa que tivemos hoje. Disse apenas que cometeu o crime por ciúmes da ex-mulher e por divergências na separação de bens”, afirmou o delegado.

Em momento algum Fábio se disse arrependido de ter cometido o assassinato. Se condenado, ele pode pegar de 12 a 30 anos de prisão. O advogado de defesa, Ércio Quaresma, queixou-se do tratamento dado ao caso. “É um homem transtornado que precisa de um tratamento. Nós não estamos tratando de um animal”, afirmou.

Duas testemunhas já foram ouvidas e outras três pessoas devem prestar depoimento ainda nesta sexta-feira. O inquérito deve ser entregue à Justiça até o dia 30 de janeiro.



Após fugir, Fábio foi de carro até Morada Nova de Minas, onde mora o pai de um amigo. Ao perceber que a polícia já estava em seu encalço, decidiu se esconder num matagal. “Ele ficou mais de 12 horas no mato, mas saiu quando sentiu fome e sede. Em seguida, foi reconhecido por moradores e denunciado à polícia”, conta o delegado Álvaro Homero. 

De acordo com o delegado, a perícia encontrou nove perfurações no corpo de Maria Islaine. O borracheiro disse à polícia que a arma foi jogada na estrada, durante o trajeto até Morada Nova de Minas. Os legistas acreditam que arma usada no crime é uma pistola 9 milímetros. Os registros mostram que o homem não tem porte ilegal e é réu primário.

A polícia encontrou com um suspeito uma carta escrita à mão e assinada por Maria Islaine. “Ainda não foram realizados exames periciais. É uma carta de amor, com um pedido de reconciliação, mas não sabemos quando foi escrita. A princípio, é um documento que não interfere nas investigações”, afirmou o delegado. O corpo da cabeleireira foi sepultado na quinta-feira em São Sebastião do Rio Preto, no Alto Jequitinhonha, terra natal da vítima.

quarta-feira, 20 de janeiro de 2010

Assembleia avalia hoje a Transposição na PB

Aline Lins


A Comissão Representativa de Recesso da Assembleia Legislativa da Paraíba realiza, hoje, sessão ordinária para debater a Transposição do Rio São Francisco. O arcebispo da Paraíba, dom Aldo Pagotto e outros integrantes do Comitê Pró-Transposição no Estado farão uma explanação sobre a obra, os problemas enfrentados no Sertão com a temporária suspensão dos serviços. A proposta da sessão, aprovada pelos parlamentares da Casa, foi do presidente Arthur Cunha Lima (PSDB).

Durante a sessão de hoje, a Comissão de Recesso fará a leitura dos ofícios que chegaram à Casa nos últimos dias, inclusive eventuais vetos, Medidas Provisórias e outras matérias.


Os deputados também aprovaram, para o próximo dia 27, uma sessão no âmbito da Comissão de Recesso para debater a recuperação da Barragem de Camará, em Alagoa Nova. A iniciativa foi do deputado João Gonçalves (PSDB). Estão sendo convocados o secretário do Estado do Meio Ambiente, Ciência e Tecnologia e Recursos Hídricos, Francisco Sarmento, além de representantes do Ministério Público Estadual e do Federal, prefeituras e câmaras municipais da região, além das empresas responsáveis pela construção da obra que se rompeu, em 17 junho de 2004, matando cinco pessoas e deixando cerca de três mil desabrigados.


O deputado João Gonçalves (PSDB), que propôs a sessão para debater a reconstrução de Camará, disse que a discussão sobre a obra será importante visto que o anúncio da reconstrução da barragem causou polêmica e apreensão entre os moradores da região, principalmente de Alagoa Grande, que foi a cidade mais atingida, juntamente com Mulungu, pela enchente decorrente do rompimento da barragem.


O custo da recuperação da barragem é estimado pelo governo do Estado em R$ 20 milhões, dos quais já estariam disponíveis R$ 10 milhões provenientes do empréstimo contraído junto ao BNDES. A barragem tem por objetivo abastecer as cidades de Alagoa Nova, Alagoa Grande, Areia, Remígio, Matinhas, São Sebastião de Lagoa de Roça, Areal, Esperança, Lagoa Seca, Algodão de Jandaíra e Montadas.


O MPF na Paraíba, contudo, recomendou ao governo do Estado que não inicie a obra de recuperação de Camará até ser atestada legalidade da iniciativa. A Barragem custou cerca de R$ 24 milhões aos cofres públicos.


Para o deputado estadual Dunga Júnior (PTB), o governo do Estado deve ouvir a população das cidades de Alagoinha, Alagoa Grande e Mulungu sobre a reconstrução da barragem de Camará. O deputado Zenóbio Toscano (PSDB) também entende que a população atingida pela tragédia deva ser ouvida. O governo do Estado, entretanto, garante que a recuperação da obra é segura.


Fonte: http://jornaldaparaiba.globo.com/

Barragem vai proteger o Vale dos Dinossauros em Sousa

O Monumento Natural Vale dos Dinossauros, localizado no município de Sousa, no Alto Sertão paraibano, agora está mais protegido com um projeto desenvolvido pela Superintendência de Administração do Meio Ambiente (Sudema), através de convênio com o Ministério da Justiça, para a recuperação da barragem e construção do muro greager
 
Os serviços, orçados em R$ 224.742,90, tiveram como finalidade recuperar a barragem de nível do Rio do Peixe, desviando parte do volume hídrico do seu leito natural para o canal de alívio e construção do muro greager, que regula a passagem das águas para a proteção do Sítio Paleontológico da ação erosiva das águas fluviais.

Fonte: http://www.auniao.pb.gov.br/

Brasil criou 995 mil empregos formais em 2009, no pior resultado desde 2003

Eduardo Bresciani

O Brasil criou em 2009, de acordo com dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), 995.110 empregos formais. O número de empregos com carteira assinada criados no ano é o menor desde 2003, quando foram criadas 645.433 vagas. Em 2008, foram abertas 1,452 milhões de vagas de trabalho.

Os números de 2009 foram afetados pela crise financeira internacional, que diminui as contratações desde o final de 2008. 

O resultado anual foi prejudicado pelo mau desempenho de dezembro, quando foram perdidas 415.192 vagas. Foi a primeira vez desde janeiro em que as demissões superaram as contratações. Naquele mês, o Brasil perdeu 101.748 empregos formais e veio se recuperando ao longo dos meses até registrar nova queda em dezembro.

Em dezembro, a maior perda de vagas se concentrou em São Paulo, Minas Gerais, Paraná e Goiás.

O último mês do ano é tradicionalmente um mês de demissões devido às contratações temporárias para o Natal. O resultado, no entanto, foi pior do que o esperado.

O próprio ministro do Trabalho, Carlos Lupi, admitiu que o mês de dezembro teve mais demissões do que o previsto. Ele acredita, no entanto, que o emprego vai crescer em um ritmo mais forte em 2010. Para janeiro, ele prevê a criação de 100 mil vagas. Para este ano, o ministro prevê a abertura de 2 milhões de postos de trabalho.

Apesar do pior desempenho desde 2003, Lupi destacou que o número é positivo quando comparado a outros países. “É um número muito forte, o mais forte do G20, eu acredito. Mas para o Brasil é mais fraco que nos anos anteriores”. 


O setor de serviços foi o que gerou mais empregos no ano passado. Foram 500.177 vagas de trabalhos formais. O comércio abriu 297.157 vagas. A construção civil registrou 177.185 novos postos de trabalho, enquanto a indústria de transformação abriu 10.865 vagas.

Apenas a agricultura registrou queda no emprego em 2009: foram 15.369 vagas formais a menos.

No mês de dezembro, a indústria de transformação foi a que mais fechou vagas de trabalho. Foram 166.040 vagas perdidas. A agricultura teve também uma perda forte no mês com o fechamento de 117.216 mil postos de trabalhos formais fechados.

De acordo com os dados, todas as regiões do Brasil tiveram crescimento no emprego formal em 2009. O Sudeste teve o maior número de vagas criadas, 476.031, enquanto no Norte foram abertos menos postos de trabalho, 37.241. Em 2009, apenas os estados do Maranhão e do Amazonas tiveram desempenho negativo na criação de empregos.

O salário médio dos trabalhadores contratados em 2009 foi maior do que em 2008. Segundo os dados do Caged, o salário médio passou de R$ 741,68 para R$ 780,56, um aumento real de 5,24%. Apenas Maranhão e Distrito Federal tiveram redução neste indicador. Para Lupi, o dado mostra o fortalecimento do mercado interno com uma renda maior do trabalhador. “É o principal fator de saída da crise”, disse.

Fonte: http://g1.globo.com/Noticias/Economia_Negocios/ 

Próximo supercomputador chinês usará chips nacionais

Antonio Blanc

Processadores Loongson 3 poderão ter até 16 núcleos em um chip
O próximo supercomputador chinês usará chips “feitos em casa”, mais especificamente os processadores Loongson 3. Baseados na arquitetura MIPS, eles poderão ter entre quatro e dezesseis núcleos, e devem dar à máquina poder de processamento na escala dos “petaflops”.

Segundo o site Technology Review a máquina, batizada de Dawning 6000, deverá contar com 782 processadores de 16 núcleos (num total de 12.512 núcleos) e deverá estar completa “em meados deste ano no máximo”, diz Weiwu Hu, diretor do Institute of Computing Technology (ICT), que desenvolve os chips.

Se tudo correr como planejado, o poder de processamento do Dawning 6000 deverá chegar a um petaflop, ou um quatrilhão de operações em ponto flutuante por segundo. É o suficiente para colocá-la no terceiro lugar na lista dos 500 supercomputadores mais poderosos do mundo (TOP500) superando “Kraken”, um Cray XT5 construído com 98.928 núcleos AMD Opteron e operado pelo Instituto Nacional de Ciências Computacionais dos EUA, que na prática tem desempenho medido em 0.8 petaflops.

Um flop representa a potência computacional de uma máquina capaz de realizar uma operação matemática em ponto flutuante (ou seja, com números decimas de muitas casas) em um segundo. Um petaflop, portanto, representaria a capacidade de realizar um quatrilhão dessas operações por segundo. A título de comparação, o processador atual mais rápido para PC, o Intel Core i7 965 XE, chega a “apenas” 70 gigaflops, ou 0,07 teraflops ou, para podermos comparar com o desempenho do Dawning, 0,00007 petaflops.

O Loongson 3 é uma evolução do atual Loongson 2F, um processador já usado na China em desktops e netbooks como o Lemote Yeeloong 8089 (que ganhou notoriedade por ser a máquina pessoal de Richard Stallman) e o Gdium Liberty 1000, máquina desenvolvida pela EMTEC e que usa uma versão do Mandriva Linux como sistema operacional.

Não é a primeira vez que o ICT promete um supercomputador com seus chips: o Dawning 5000a também deveria usar processadores Loongson, mas a falta de modelos de alto desempenho em tempo hábil provocou a alteração no projeto da máquina, que foi construída com base em processadores AMD e no sistema operacional Windows HPC.

Atualmente, o Dawning 5000a ocupa a 19ª posição no ranking TOP500, que lista os 500 supercomputadores mais rápidos do mundo. A lista está disponível no site www.top500.org.
Fonte: http://tecnologia.ig.com.br/

EUA saem da recessão, mas sem indicadores de crescimento sustentável

Nelson Rocco

Apesar de alcançar resultados positivos na recuperação da economia, política de incentivos de governo aumenta déficit do país

O presidente Barack Obama conseguiu tirar a economia da recessão, com incentivos e ajuda a diversos setores, mas ainda está longe de mostrar indicadores de crescimento sustentável no longo prazo. Foram quase US$ 800 bilhões em incentivos fiscais e sociais, mais US$ 50 bilhões para as montadoras, além dos US$ 700 bilhões aprovados pelo Congresso ainda no governo de George W. Bush (2001-2009) para salvar bancos e empresas financeiras, num total de US$ 1,55 trilhão – o equivalente a um Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro. 

O PIB americano começa a mostrar os efeitos dessa inundação de recursos. Os números do terceiro trimestre de 2009 – último dado disponível – foram revisados para baixo, mas ainda assim marcando 2,2% de crescimento, depois de quatro trimestres de baixa. O fundo do poço foi vivido pelos americanos de janeiro a março do ano passado, quando a economia encolheu 6,4%.

“Eles saíram da recessão. Irão para um crescimento de 1,5% a 2%, na melhor das hipóteses. Isso para o padrão americano é meia velocidade. Ano bom é com crescimento de 3%. Mas, de qualquer forma, para quem estava em recessão, é bom”, avalia o economista Simão Silber, professor da Faculdade de Economia e Administração (FEA) da Universidade de São Paulo (USP). “Jogaram dinheiro de helicóptero, para Deus e o mundo, o que foi importante para reverter a crise.”

Para Simão, uma boa notícia é que o desemprego parou de subir, o que ajuda a manter os rumos da economia, já que dois terços da riqueza gerada nos EUA provém do consumo das famílias. E, sem emprego, ninguém consome. “Apesar de parar de cair, dificilmente ao longo de 2010 os indicadores de emprego voltam a subir. É que as empresas aproveitaram a crise para enxugar vagas. O emprego não voltará aos níveis pré-crise”, afirma o economista.

Os dados do Departamento de Trabalho dos EUA informam que houve a perda de 85 mil vagas em dezembro, contrariando as estimativas dos analistas que previam um corte menor, de 10 mil. A tendência, no entanto, é de recuperação. Os números de novembro foram revisados pelo órgão para um crescimento de 4 mil vagas, o primeiro mês com saldo positivo desde o início da recessão, no final de 2007. A informação preliminar dava conta de corte de 11 mil empregos naquele mês. Outro ponto positivo é que, nos três últimos meses do ano passado, a economia eliminou 69 mil postos de trabalho por mês, 10% do volume que vinha sendo dispensado no primeiro trimestre, quando a média mensal ficou em 691 mil.

O economista Reinaldo Gonçalves, professor titular da economia internacional da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), diz que o principal fator para o sucesso econômico do presidente Barack Obama foram os incentivos fiscais no valor de US$ 787 bilhões, anunciados em fevereiro. “O pacote fiscal foi bem-sucedido no sentido de interromper a retração da economia.”

O pacote elaborado por Obama com a ajuda de renomados economistas elevou os benefícios oferecidos aos desempregados, aumentou os gastos com saúde pública e os previdenciários. “Esse conjunto de despesas estancou a queda livre da economia americana”, reforça Gonçalves.

O programa consistiu em uma série de incentivos. Para as pessoas físicas e pequenas e médias empresas, houve redução nas alíquotas de Imposto de Renda nos anos de 2009, 2010 e 2011. Outra parte foi destinadas à educação, com a concessão de bolsas de estudos e crédito para estudantes. A seguridade social foi beneficiada com recursos para assistência à saúde, seguro-desemprego e aposentadorias. A quarta parte do projeto estabeleceu incentivos ao setor produtivo, principalmente dos setores de energia, defesa e tecnologia da informação, com ênfase em pequenas e médias empresas.

Se a política macroeconômica e de incentivos do governo Obama tem mostrado resultados e recebido elogios, o mesmo não pode ser dito em relação à política monetária. Como forma de incentivar a liquidez, o Federal Reserve (Fed, o Banco Central dos EUA) cortou a taxa de juros básica da economia diversas vezes desde o recrudescimento da crise financeira, em setembro de 2008. Está próxima de zero, ou 0,2% ao ano. “O governo vem rodando um déficit brutal. No curto prazo, funciona. Mas não no longo prazo”, afirma Simão Silber. O déficit fiscal do primeiro trimestre do exercício de 2010 subiu quase 17%, de US$ 332,5 bilhões nos primeiros três meses do exercício de 2009 para R$ 388,5 bilhões. O ano fiscal americano começa em 1º de outubro.

Fonte: http://ultimosegundo.ig.com.br/ 



sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

ONU pede US$ 550 milhões em ajuda urgente ao Haiti

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, pediu nesta sexta-feira, 15, à comunidade internacional que doe US$ 550 milhões em ajuda urgente aos milhões de afetados pelo terremoto no Haiti. "A maior parte deste dinheiro seria para necessidades urgentes", disse o diplomata em uma entrevista coletiva, na qual se disse satisfeito com a "generosidade" demonstrada até agora pelo mundo. Ele também revelou que deve viajar ao país "muito em breve." 

Também nesta sexta, o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse em telefonema ao chefe de Estado haitiano René Préval que Washington irá se comprometer a recuperar o país devastado pelo terremoto. "O presidente Obama afirmou que o mundo foi devastado pela perda e sofrimento no Haiti, e prometeu apoio completo do povo americano", anunciou a Casa Branca em comunicado.

Os EUA ainda enviarão mais navios de guerra, helicópteros e equipamentos militares ao Haiti nos próximos dias, o que fará o total de soldados americanos no país passar de mil para 10 mil até segunda-feira, informou o chefe do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas, almirante Mike Mullen.

Fonte: http://www.estadao.com.br/ 

quarta-feira, 13 de janeiro de 2010

Nasa fotografa objeto em cinturão gelado pela primeira vez

Uma imagem divulgada pela Nasa, agência espacial americana, identificou um objeto brilhante de 3,2 mil m de diâmetro que jamais tinha sido observado nos arredores do Cinturão de Kuiper, uma área do Sistema Solar que fica entre a órbita de Netuno e o Sol. O objeto, algum tipo de anel gigante de detritos congelados remanescentes de alguma formação planetária, foi captado pela câmera do telescópio espacial Hubble.

Segundo os astrônomos, o corpo cósmico está a aproximadamente 6,7 bilhões de km da Terra e sua luz intensa alcança uma extensão 50 vezes maior que o seu diâmetro. Observações recentes feitas pelo Hubble mostram que um grande número de detritos congelados cercam o Cinturão de Kuiper e são chamados de KBOs (Kuiper belt object, na sigla em inglês).

Os KBOs são rochas congeladas compostas por metano, amônia e água, e seus tamanhos podem variar entre 100 e mil km.

Fonte: http://noticias.terra.com.br/ciencia/

terça-feira, 12 de janeiro de 2010

Nova descoberta traz esperança contra a enxaqueca


Uma descoberta de pesquisadores norte-americanos pode contribuir para diminuir o sofrimento de cerca de 30 milhões de pessoas que lutam contra a enxaqueca no Brasil, segundo estimativa da Sociedade Brasileira de Cefaleia.

Os estudiosos sempre acreditaram que a luminosidade afetava apenas os olhos, provocando uma sensibilidade excessiva. O que os cientistas encontraram agora foi o caminho percorrido pela luz até o cérebro e por que ela piora a dor, até mesmo em pessoas cegas.

Pela primeira vez, os pesquisadores estabeleceram uma relação direta entre células da retina sensíveis à claridade e neurônios que desempenham um papel essencial na percepção da dor durante as crises. O estudo foi publicado na revista Nature Neuroscience e pode ajudar na busca de terapias para diminuir a fotofobia – repulsa à luz – dos pacientes.

As pesquisas foram feitas em ratos e, posteriormente, com dois grupos de pacientes com enxaqueca. Um de pessoas totalmente cegas e outro de pessoas que não enxergavam imagens, mas que tinham o nervo óptico e captavam a luz. O resultado mostrou que canais da retina, encarregados de captar apenas a luminosidade, enviam sinais pelo nervo ótico diretamente para o tálamo, área do cérebro responsável pela dor.

O médico Rami Burstein, da Universidade de Harvard, um dos responsáveis pela descoberta, percebeu como muitos cegos que tinham enxaqueca também desenvolviam fotofobia durante as crises. A exceção ficava por conta de quem perdera o globo ocular ou o nervo óptico, o que impossibilita completamente o envio de sinais sensitivos para o cérebro. Para Burstein, a piora na enxaqueca deveria ser causada pela detecção da luz por meio de canais que não captam a imagem, mas apenas a luminosidade.

A explicação é que no fundo da retina existem neurônios especiais. Alguns deles têm sensibilidade à luz graças a um pigmento chamado melanopsina – que foi descoberto em 2002. Não servem para formar imagens, mas avisam o cérebro quando é dia ou noite, mesmo com as pálpebras fechadas. Os impulsos que chegam dos olhos amplificam, em menos de um segundo, os sinais de dor, que são redistribuídos pelo tálamo às demais regiões do cérebro, agravando a sensação de náusea, fadiga e irritabilidade. Depois que o brilho se apaga, os neurônios da retina demoram alguns minutos para cessar o envio de estímulos.

O especialista em enxaqueca Alexander Muskolf diz que a esperança é que a pesquisa ajude na criação de remédios que possam bloquear essa mensagem que vai para o cérebro, ajudando a reduzir a sensibilidade à luz.

Entenda a enxaqueca

O QUE É
:::
É uma cefaleia primária, ou seja, é uma dor de cabeça sem origem orgânica. Caracterizada por uma dor pulsante, dura de quatro a 72 horas. Trata-se de uma doença benigna, mas incurável.

QUEM SOFRE
:::
15% da população mundial

CAUSAS
:::
Predisposição genética
::: Mudanças hormonais

SINTOMAS
:::
Dor pulsante na cabeça, normalmente em apenas um dos lados
::: Náusea
::: Vômitos
::: Fotofobia (sensibilidade à luz)
::: Fonofobia (sensibilidade a sons e ruídos)
::: Sintomas adicionais da enxaqueca

FATORES DESENCADEANTES
:::
Uso abusivo de analgésicos, alimentos e bebidas com cafeína, adoçantes artificiais, alguns tipos de queijos, bebidas alcoólicas e chocolate
::: Abstinência de cafeína
::: Pílula anticoncepcional
::: Dormir muito ou dormir pouco
::: Situações estressantes

PREVENÇÃO
:::
Repouso
::: Manter atitudes de relaxamento
::: Abolir hábitos estressantes
::: Praticar atividades físicas
::: Alimentação balanceada sem os componentes desencadeantes
::: Não ficar em jejum


Fonte: http://www.clicrbs.com.br/

segunda-feira, 11 de janeiro de 2010

Morre a mãe do narrador Sílvio Luiz


Faleceu na manhã de hoje(10/01), em São Paulo, a sra. Natália Perez de Souza, nome verdadeiro da apresentadora Elizabeth Darcy. Estava com 97 anos.

Começou a sua carreira na antiga TV Paulista, Canal 5, como apresentadora e garota-propaganda. Depois foi para a Tupi e sempre foi considerada uma das figuras mais elegantes da televisão brasileira.


Mãe de Verinha Darcy, já falecida, e do narrador esportivo Silvio Luiz, o seu corpo será velado a partir deste domingo na Beneficência Portuguesa, no bairro do Paraíso, em São Paulo.



Fonte: http://www.blogtv.uol.com.br/

domingo, 10 de janeiro de 2010

Descoberta de planeta habitável é iminente, dizem astrônomos

Astrônomos afirmam que estão à beira de encontrar planetas semelhantes à Terra em órbita de outras estrelas, um passo essencial para determinar se estamos sozinhos no Universo.

Um alto funcionário da Nasa e outros importantes cientistas dizem que, dentro de quatro ou cinco anos, o primeiro planeta semelhante à Terra e capaz de abrigar vida deve ser encontrado, ou talvez até já tenha sido. Um planeta com o tamanho aproximado da Terra pode até mesmo ser anunciado ainda este ano, se certas pistas detectadas por um telescópio espacial se confirmarem.

Na reunião anual da Associação de Astronomia dos Estados Unidos, cada uma das descobertas a respeito de "exoplanetas" - os localizados fora do Sistema Solar - aponta para a mesma conclusão: planetas onde a vida pode surgir provavelmente abundam, a despeito da violência do ambiente espacial, repleto de explosões, buracos negros e colisões.

O novo telescópio espacial Kepler, da Nasa, e diversas novas pesquisas do campo, que de repente se tornou altamente competitivo, da exoplanetologia geraram um notável burburinho na convenção. Cientistas falam que hoje estão num  "ponto incrivelmente especial da história", e perto de descobrir a resposta para a pergunta que incomoda a humanidade desde os primórdios da civilização.

"A pergunta fundamental é: estamos sós? Pela primeira vez, há otimismo de que em algum ponto, dentro de nosso tempo de vida, vamos chegar à resposta para isso", disse Simon Worden, astrônomo e chefe do Centro de Pesquisa Espacial Ames, da Nasa. "Se eu fosse de apostar, e sou, apostaria que não estamos sós, que há um monte de vida".

Até mesmo a Igreja Católica realizou conferências científicas sobre a possibilidade de vida extraterrestre, incluindo um simpósio em novembro passado. 

"Estas são grandes questões que refletem sobre o significado da raça humana no Universo", disse o padre José Funes, diretor do Observatório do Vaticano, que participa da reunião de astrônomos dos EUA.
Worden disse que "com certeza, espero que dentro de quatro ou cinco anos teremos um planeta do tamanho da Terra dentro de uma zona habitável".

O centro dirigido por Worden controla o telescópio Kepler, que está fazendo um intenso recenseamento planetário.

Diferente do Telescópio Espacial Hubble, que é um instrumento genérico, o Kepler é um telescópio especializado na caça de planetas. Seu único instrumento é um fotômetro que mede o brilho de mais de 100.000 estrelas simultaneamente, em busca de qualquer coisa que faça uma estrela perder brilho. Esse enfraquecimento pode ser sinal de um planeta passando diante da estrela.

Qualquer planeta apto a abrigar vida quase que certamente será rochoso, não gasoso. E precisaria estar no lugar certo. Planetas muito próximos de uma estrela seriam quentes demais, e os muito distantes, excessivamente frios.

"Para todo lugar que olhamos, achamos um planeta", disse o astrônomo Scott Gaudi, da Universidade Estadual de Ohio. "Eles aparecem em todo tipo de lugar, em todo tipo de ambiente".

Pesquisadores estão encontrando planetas num ritmo alucinante. Nos anos 90, eram descobertos um ou dois planetas ao ano. Na maior parte da década passada, a taxa chegou a um ou dois planetas ao mês.
Neste ano, os planetas estão surgindo num ritmo diário, graças ao Kepler. O número de exoplanetas descobertos já supera os 400. Mas nenhum deles tem as características corretas para a vida.
Isto tende a mudar, afirmam os especialistas.

"Do Kepler, temos fortes indicações de planetas menores em grande quantidade, mas elas não foram verificadas ainda", disse Geoff Marcy, da Universidade da Califórnia em Berkeley.

Mas há uma importante ressalva. A maioria dos primeiros candidatos a exoplaneta do Kepler estão se revelando outras coisas que não planetas, como uma segunda estrela passando na frente da primeira, disse o cientista Bill Borucki.

O Kepler está se concentrando em cerca de 0,25% do céu noturno, analisando estrelas a distâncias de centenas a milhares de anos-luz. Os planetas descobertos por ele são muito distantes para que se possa viajar até eles, e não podem ser observados diretamente, como os que se encontram no Sistema Solar.

Se houver um planeta como a Terra na área de busca do Kepler, o telescópio o encontrará, disse Marcy. Mas podem ser necessários até três anos para confirmar a órbita de um planeta.

O que o Kepler confirmou até agora aponta para a ideia de que há muitas outras Terras. Antes do telescópio espacial, esses corpos eram pequenos demais para serem vistos.  Borucki, nesta semana, anunciou a descoberta de cinco novos exoplanetas, em apenas seis semanas de observações. Mas esses planetas são muito grandes e estão no lugar errado para serem como a Terra.

Quando o Kepler olhou para 43.000 estrelas que são praticamente do mesmo tamanho que o Sol, determinou que cerca de dois terços delas parecem ser tão amigáveis para a vida e estáveis como a nossa.

Marcy, que anunciou a descoberta de um planeta apenas quatro vezes maior que a Terra, não gosta de especular sobre quantas estrelas podem ter planetas semelhantes à Terra. Mas, quando pressionado, disse, na quinta-feira, 7: "70% de todas as estrelas têm planetas rochosos".

Embora os astrônomos da convenção estejam otimistas, Marcy é mais cético, assim como Jill Tarter, diretora do Instituto SETI, que busca vida inteligente fora da Terra. Eles dizem que, a despeito de todo o otimismo, ainda é possível que a busca deixe todos de mãos vazias.


Fonte: Associated Press

Ainda não conhecemos nosso lugar no Universo

Moisés de Freitas


Graças às novas tecnologias desenvolvidas ao longo dos últimos 20 anos, a capacidade de encontrar exoplanetas - planetas que circundam outras estrelas que não o Sol - fez com que esse campo de pesquisas saltasse das conjecturas para a contagem direta de corpos celestes antes considerados meras especulações.
Mas estas tecnologias são novas e precisam de refinamentos. Isto tem feito com que, até agora, só tenham sido encontrados planetas gigantescos e quentes, orbitando suas estrelas a ponto de quase tocá-las.

O Telescópio Espacial Kepler é a mais poderosa dessas novas ferramentas e já apresentou suas primeiras descobertas. Mas ele deverá ser o primeiro a encontrar "outras Terras," exoplanetas circundando suas estrelas em órbitas que permitam condições de vida semelhantes às da Terra.

Até lá, o campo continuará dependente de cálculos. Outros pesquisadores já fizeram suas contas e concluíram que nosso Sistema Solar é muito especial - suas simulações levaram-nos a crer que 1% dos sistemas planetários da Via Láctea seriam semelhantes ao nosso.

Agora, uma nova pesquisa elevou esse número para impressionantes 15%. O mesmo pesquisador já havia feito um cálculo que resultara em 45%.

Segundo a análise, apresentada durante a reunião da Sociedade Astronômica dos Estados Unidos, em Washington, 15% de todas as estrelas em nossa galáxia compõem sistemas solares como o nosso, que conta com diversos planetas gigantes gasosos em sua parte mais externa.

Mas o novo estudo parece demonstrar mais a fragilidade dos cálculos e projeções do que fornecer qualquer novo alento às buscas por outras formas de vida - a conclusão foi tirada do estudo de um único sistema extrassolar.

"Apesar dessa determinação inicial de 15% ser baseada em apenas um único sistema como o Sistema Solar, e de o número final poder mudar consideravelmente, nosso estudo indica que podemos começar a fazer tais medidas com os instrumentos de que dispomos hoje", disse Scott Gaudi, da Universidade do Estado de Ohio, nos Estados Unidos.

Ainda hoje é fácil encontrar cientistas que se opõem à busca por civilizações fora da Terra - o Programa Seti somente sobreviveu graças a doações de particulares.

No meio científico, contudo, nenhum preconceito sobrevive às evidências - e a enxurrada de exoplanetas encontrados está alavancando novas pesquisas.

E as evidências parecem dar mais sustentação às novas pesquisas do que cálculos estatisticamente questionáveis - os 15% de agora não parecem ser muito mais seguros do que o 1% de antes, fazendo parecer ridícula a afirmação do pesquisador de que "Agora conhecemos nosso lugar no Universo."

De fato, não conhecemos nosso lugar no Universo e, menos ainda, quantos lugares como o nosso existem espalhados não apenas por nossa galáxia, mas, no mínimo, pelo grupo de galáxias do qual fazemos parte.

Se as conclusões parecem exageradamente pretensiosas, o mérito da pesquisa é grande. Os resultados do estudo derivam de uma colaboração internacional chamada Microlensing Follow-Up Network (MicroFUN), que tem como objetivo vasculhar o céu em busca de exoplanetas.

Os pesquisadores usam um efeito conhecido como microlente gravitacional, que ocorre quando uma estrela passa na frente da outra, conforme vistas da Terra. A estrela mais próxima amplifica a luz da mais distante, como se fosse uma lente.

Se a estrela mais próxima tiver planetas em órbita, eles aumentam ligeiramente o efeito de ampliação quando passam pelo campo de observação dos instrumentos terrestres.

Esse método é especialmente adequado para detectar planetas gigantes nos extremos de sistemas estelares - planetas parecidos com Júpiter. Talvez uma explicação - a deficiência da tecnologia - para que apenas um sistema solar parecido com o nosso tenha sido detectado até agora. O que lança ainda mais dúvidas sobre a segurança dos cálculos agora apresentados.

A pesquisa é resultado de uma década de estudos. Há dez anos, o astrônomo escreveu sua tese de doutorado a respeito de um método para calcular a probabilidade da existência de planetas extrassolares. Na época, ele concluiu que menos de 45% das estrelas poderiam conter configurações semelhantes à do Sistema Solar.

Em dezembro de 2009, Gaudi estava analisando o espectro de propriedades dos planetas extrassolares encontrados até então, junto com Andrew Gould, professor de Astronomia da Universidade do Estado de Ohio, quando descobriram inesperadamente um padrão.

"Basicamente, verificamos que a resposta já estava na tese de Scott. Ao inserir os últimos quatro anos de dados do MicroFUN nos cálculos feitos há dez anos, conseguimos estimar as frequências dos sistemas planetários", disse Gould.

O estudo é sério e foi muito bem feito. Mas as conclusões devem ser vistas com cautela. Com a mesma cautela dos inúmeros outros que tentaram, por meio de cálculos sem embasamento adequado, impedir ou denegrir os estudos que buscam vida fora da Terra.

Fonte: http://www.inovacaotecnologica.com.br/

quinta-feira, 7 de janeiro de 2010

Uso do véu integral pode render multa de US$ 1.000 na França

Usar o tradicional véu integral muçulmano, que cobre todo corpo da mulher, pode render uma multa de US$ 1.072 (R$ 1.865) para quem usá-lo em público na França.

A multa seria aplicada a qualquer pessoa que mantenha o rosto "completamente coberto", segundo explicou o presidente da coalizão governista União para um Movimento Popular (UMP) na Assembleia Nacional, Jean-François Copé, em entrevista concedida à publicação francesa "Le Figaro Magazine".

Além disso, o texto prevê uma sanção "agravada para um homem que obrigue uma mulher a usar o véu completo", acrescentou o deputado.
De acordo com informações da agência Efe, a polêmica lei pode começar a ser aplicada já no segundo semestre de 2010, caso seja cumprido o calendário de debate parlamentar e consultas às pessoas interessadas, explicou Copé.

A iniciativa de proibir o uso do véu integral surgiu no ano passado. Cerca de 60 deputados de diferentes partidos pediram uma comissão de investigação sobre a proliferação da burca, projeto apoiado pelo presidente da França, Nicolas Sarkozy.

Em novembro, Sarkozy disse, durante um discurso sobre identidade nacional, que "a França é um país onde não há lugar para burca nem para submissão da mulher sob nenhum pretexto, nenhuma condição e nenhuma circunstância".

A França é o único país europeu a ter proibido por lei, em 2004, o porte de qualquer símbolo religioso em lugares públicos, sobretudo nas escolas.

Fonte: http://www.band.com.br/jornalismo/mundo

quarta-feira, 6 de janeiro de 2010

Mais de 7.600 caem na malha fina na PB

Mais de 7,6 mil contribuintes paraibanos foram fisgados pela Malha Fina da Receita Federal e ainda não tiveram suas declarações de Imposto de Renda liberadas. Segundo a Delegacia da Receita Federal, em 2009, foram apresentadas na Paraíba mais de 234,8 mil declarações de IR, mas maior parte foram de contribuintes não recebem restituição e não tem nada a pagar. Em janeiro do ano passado, o volume de declarações presas na malha foi maior (cerca de 12 mil).  

De acordo com o delegado substituto da Receita Federal do Brasil em João Pessoa, Licínio Alves de Oliveira, do total dos 7.647 mil contribuintes presos nas diversas malhas da Receita, mais de 5.047 são de pendências fiscais como despesas médicas que apresentaram inconsistência de dados, omissão de rendimentos, despesas de aluguel e rendimento de dependentes não declarados.


“Um grave problema que vem perdurando ao longo dos anos na malha fina são as despesas declaradas com a saúde. Como os valores são inconsistentes com a movimentação finaneceira e receita, normalmente a retificadora não é suficiente para a declaração ser liberada da malha. Esses terão de comprovar com recibo, cheque nominal, saque ou de alguma forma realizou aquela despesa com o referido profissional de saúde. Do contrário, o contribuinte terá de desembolsar o valor da dedução à Receita”, revelou o delegado ao completar que a partir deste ano a Receita Federal vai punir com multa que oscila entre 75% a 150% do valor das declarações a partir de 2010, além do pagamento do valor devido, caso não sejam comprovadas essas despesas. “Essa medida será para coibir esse tipo de irregularidade”, acrescentou.

              
Segundo Licínio, a primeira atitude do contribuinte paraibano que esteja preso na malha fina é saber qual foi o motivo da pendência. “Com o código de acesso fornecido pelo site  da Receita, o contribuinte identifica a pendência com uma consulta pela internet e faz uma retificadora com os dados e informações solicitadas. Porém, caso necessite apresentar  documentos de comprovação, como é o caso das despesas médicas, ele terá de trazer as comprovações à Receita ou esperar a intimação”, explicou.    


De acordo com a Receita Federal, o principal motivo  o contribuinte cair na malha fina ou ter sua declaração indeferida é a omissão de receitas, seguido de divergências entre o declarado pela fonte de receita e pelo contribuinte e, em terceiro lugar, despesas médicas não comprovadas.


Em nível nacional, somente as despesas médicas correspondem a 12% do total dos contribuintes com problemas. Devido ao alto percentual, a Receita instituiu a partir deste ano a Declaração de Serviços Médicos, que deverá ser entregue por profissionais de saúde e trará o CPF e o valor recebido de cada paciente atendido por profissionais como médicos, psicólogos, dentistas e fisioterapeutas. A intenção da Receita é cruzar esses dados com os declarados pelo contribuinte pessoa física no Imposto de Renda, e evitar a declaração de despesas médicas falsas.


Fonte: http://jornaldaparaiba.globo.com/

Brasil é 38º em ranking internacional de qualidade de vida





O Brasil é o 38º país do mundo em qualidade de vida, segundo um ranking com quase 200 países publicado pela revista americana International Living.

A liderança do ranking, que leva em consideração nove itens - custo de vida, cultura e lazer, economia, ambiente, liberdade, saúde, infraestrutura, segurança e risco e clima - ficou com a França, pelo quinto ano consecutivo.

O Brasil subiu da 43ª posição no ranking de 2009 para a 38ª neste ano. Em 2008, o país havia ficado na 39ª posição.

As melhores avaliações do Brasil ficaram nos quesitos liberdade (83 pontos de 100 possíveis), risco e segurança (83) e clima (82). Os itens mais mal avaliados foram lazer e cultura (58 pontos de 100 possíveis) e infraestrutura (59).

Apesar disso, entre o ranking do ano passado e o deste ano, as notas para infraestrutura passaram de 47 para 59, enquanto a avaliação para a economia foi de 45 para 65.

O Uruguai, na 19ª posição do ranking, foi o país latino-americano mais bem avaliado, apesar de ter caído seis posições em relação ao ranking de 2009.

A Argentina, que caiu cinco posições e aparece em 26º lugar no ranking deste ano, é o segundo melhor país da região em termos de qualidade de vida, segundo a International Living.

À frente do Brasil no ranking, entre os latino-americanos, aparecem ainda Chile (31º lugar), Costa Rica (33º) e Panamá (34º). O Equador aparece apenas uma posição atrás do Brasil (39º), enquanto o México é o 46º colocado no ranking.

Entre os países mais bem avaliados, a Austrália pulou da quinta para a segunda posição no ranking entre o ano passado e este, enquanto a Alemanha subiu do oitavo para o quarto lugar.

Os Estados Unidos, por outro lado, caíram da terceira para a sétima posição.

O Japão, segundo país mais rico do mundo, aparece apenas no 36º lugar, apenas duas posições acima do Brasil.

O último lugar do ranking é ocupado pela Somália. Entre os 15 últimos do ranking, apenas um - Afeganistão - não é um país africano.

Obama indica transexual para cargo federal

Quando ainda era candidato a presidente dos Estados Unidos, Barack Obama prometia “mudança” para o país. Após um ano no cargo, conseguiu alguns sucessos, como a reforma do sistema de saúde, mas ainda enfrenta os mesmos problemas de seus antecessores em outras áreas. No recrutamento de funcionários públicos, entretanto, Obama é mesmo um inovador, e se tornou o primeiro presidente da história do país a indicar um transexual para um cargo de confiança.

A nova empregada do Estado americano é Amanda Simpson, de 46 anos, que até os 39 vivia como Mitch Simpson. Segundo o site da televisão americana Fox News, citando o jornal Arizona Daily Star, Mitch se tornou Amanda em 2002, quando gastou US$ 70 mil em seis cirurgias para se tornar mulher.



Amanda, que começou a trabalhar no escritório de Indústria e Segurança do Departamento de Comércio dos EUA nesta terça-feira (6), é, há três anos, membro da diretoria do Centro Nacional de Igualdade de Trânsgeneros (NCTE, na sigla em inglês). Ao site da organização, Amanda disse estar “realmente honrada” com a contratação. “Espero que logo [o governo federal] tenha centenas de transgêneros, e que a minha indicação crie oportunidades para muitas pessoas”, afirmou ela.

À rede de televisão ABC News, Amanda disse estar apreensiva pois muitas pessoas podem achar que ela foi indicada apenas por sua opção sexual, e não por seus méritos. “Ser a primeira ou uma das primeiras é muito ruim. Eu prefeiria não estar nessa posição, mas alguém tem que estar”, afirmou ela.

As dúvidas sobre a capacidade de Amanda somem com uma breve análise de seu currículo. Ex-piloto com 20 anos de experiência, Amanda trabalhou por 30 anos na indústria de defesa e aeroespacial. Ela é formada em Física, Engenharia e Administração e, antes de ser contratada pelo Departamento de Comércio, atuava no setor de tecnologia avançada da Raytheon, uma fabricantes de mísseis em Tucson, no Estado americano do Arizona. 


De acordo com a Fox News, Simpson ficou famosa em 2004, quando se tornou a primeira transexual a vencer uma eleição primária nos Estados Unidos. Ela disputava, pelo partido Democrata, um cargo na Câmara de Representantes do Arizona (equivalente aos deputados estaduais no Brasil), mas acabou sendo derrotada na eleição geral.

Amanda Simpson é a primeira transexual indicada por um presidente, mas não é a primeira em um cargo federal. O primeiro foi o advogado Diego Sánchez, nascido como mulher, contratado em 2008 como conselheiro de Barney Frank, um membro da Câmara dos Representantes abertamente gay.


Fonte: http://revistaepoca.globo.com/

Criança também sofre com pressão alta

No Brasil, o problema já afeta a infância de mais de 3 milhões 

Engana-se quem pensa na hipertensão como um problema de gente grande. Sim, as crianças também podem ter a pressão nas alturas. E em grandes proporções: estima-se que a doença atinja 5% dos brasileirinhos, o que dá mais de três milhões de crianças.

Em todas as idades, ela pode ser de dois tipos: secundária, quando é conseqüência de alguma doença, ou primária, quando não tem causa aparente. Enquanto no adulto, na enorme maioria das vezes, a hipertensão é de causa desconhecida, na criança a chance de existir uma causa para a hipertensão é maior , explica o cardiologista Heno Lopes, do Instituto do Coração, em São Paulo.

Nos mais novos, o grande vilão costuma ser o estilo de vida, incluindo sedentarismo, má alimentação e excesso de peso. Mas nesses pequenos pacientes os valores que valem para os adultos não se aplicam. Somente o médico pode dizer se a criança é hipertensa, levando em conta outros fatores como idade, sexo e estatura.


O problema é sério: grande parte dos adultos hipertensos começaram a desenvolver o problema lá na infância. Por isso a criança deve ter sua pressão monitorada pelo pediatra pelo menos uma vez ao ano a partir dos três anos. E os cuidados devem começar bem cedo, ainda na barriga da mãe. Afinal, estudos mostram a relação entre o desenvolvimento durante a gestação, a dieta da mãe e do bebê nas doenças cardiovasculares.

Fonte: http://msn.minhavida.com.br/

Obesidade é estopim para desenvolvimento de câncer

Na guerra contra os quilos extras, pouca gente sabe que o impacto no espelho é o de menos. Atualmente, pesquisas e mais pesquisas não cessam de apontar a obesidade como o gatilho de uma série de males que, aparentemente, nada tem a ver com o peso. Aí estão incluídos o diabetes, o colesterol alto e a hipertensão. 

Esse pacote de doenças foi batizado de síndrome metabólica, um perigoso conjunto de problemas que dispara o risco de problemas mais sérios, como um infarto. Tudo porque a gordura, principalmente a depositada na região do abdômen, ao ser quebrada para manter o metabolismo corporal, promove uma série de reações que perturbam o trabalho do fígado. Como resultado, esse órgão despeja ainda mais gorduras na corrente sangüínea, aumentando o risco dos temidos entupimentos que estão por trás de infartos e derrames.

Além disso, o excesso de lipídios em circulação também prejudica a entrada de glicose nas células, levando a um quadro chamado resistência à insulina. A longo prazo, isso pode detonar o diabetes. Não à toa, atualmente todos os médicos recebem os pacientes para consultas de rotina com uma fita métrica em mãos. O diâmetro da cintura preocupa mais do que o peso ou o IMC , enfatiza o endocrinologista Henrique Suplicy, presidente da Abeso (Associação Brasileira para Estudos da Obesidade e da Síndrome Metabólica).

Os órgãos sobrecarregados aumentam a freqüência cardíaca e elevam a pressão arterial. Como se tudo isso fosse pouco, o excesso de gordura também aumenta os níveis de insulina e de estrogênio, um hormônio que acelera a reprodução celular. E isso pode ser o estopim de vários tumores. Por tudo isso, atualmente, a obesidade está sendo chamada de a doença das doenças , diz o endocrinologista Daniel Lerario, de São Paulo.

Sabe-se que os genes também estão por trás da síndrome, mas os hábitos de vida fazem toda a diferença. Por isso, se você não tem uma genética favorável, é preciso investir numa dieta balanceada e em uma rotina de exercícios para evitar a subida dos ponteiros e dos problemas.

Você tem síndrome metabólica?
A resposta é positiva se assinalar pelo menos três destes fatores:

Diâmetro da cintura:
Acima de 102 para homens
Acima de 88 para mulheres

Triglicérides acima de 150 mg/dl

HDL

Abaixo de 40 mg/dl nos homens
Abaixo de 50mg/dl nas mulheres

Pressão arterial
Acima de 130x85

Glicose sangüínea
Acima de 110 mg/dl (miligramas por decilitro)

Fonte: I Diretriz Brasileira de Diagnóstico e Tratamento da Síndrome Metabólica (I-DBSM), 2005

            http://msn.minhavida.com.br/

terça-feira, 5 de janeiro de 2010

Tumbas de 2500 anos são encontradas no Egito

Descobertas podem revelar como vivia a antiga classe média do país, segundo arqueólogo 

Duas tumbas de 2500 anos em uma necrópole perto do Cairo prometem revelar mais sobre a antiga classe média do Egito, disse nesta terça-feira, 05, o principal arqueólogo do país, Zahi Hawass.

As tumbas da vigésima sexta dinastia, que governou o Egito desde cerca de 664 AC até 525 AC, foram encontradas perto da entrada de um sítio arqueológico no cemitério de Saqqara, 30 km ao sul do Cairo.

"Estas tumbas pertenceram a famílias egípcias de classe média, não a realeza, e não têm nomes sobre elas. Foram reutilizadas por várias pessoas e podem oferecer montanhas de informação sobre os costumes funerários e a religião nesse tempo", disse a Reuters o chefe de antiguidades do Egito, Zahi Hawass, que preside a equipe arqueológica do país.

Uma das tumbas consiste em um complexo de habitações e corredores unidos a um salão maior esculpido em uma rocha.

Apesar de provavelmente terem sido saqueadas no final do período romano, as tumbas ainda contêm caixões, restos humanos e animais mumificados. "Saqqara ainda possui vários segredos", comentou Hawass. 

Fonte: Reuters


Senado autoriza acúmulo de passagens para parlamentares


Marina Mello
No dia 21 de dezembro do ano passado, perto do recesso parlamentar, foi publicado no Boletim Administrativo do Senado um ato da mesa diretora que autoriza os senadores a acumular o que sobrou de sua cota de passagens de um ano para o outro. Antes disso, também em 2009, quando a opinião pública estava voltada aos abusos do Congresso Nacional, outro ato da mesa foi publicado proibindo este acúmulo.

Desta forma, em 2010, ano eleitoral, quando os políticos realizam um número grande de viagens para fazer campanha em todo o País, será permitido usar como crédito o que não foi utilizado pelo parlamentar em 2009.

"Fica excepcionalmente autorizada a utilização dos créditos da verba de transporte aéreo disponíveis em 31 de dezembro de 2009 ao longo do exercício de 2010", diz o ato da Mesa que entrou em vigor no dia de sua publicação.

Fonte: http://noticias.terra.com.br/brasil/

Telescópio Hubble capta imagem mais profunda do universo


 Foto: AFP
 

 Na imagem, no quadro superior à esquerda, o objeto menor e um outro sob a cor vermelha representam galáxias que correspondem a uma distância entre 12,9 bilhões e 13,1 bilhões de anos


A Nasa, agência espacial americana, e a ESA, agência espacial europeia, divulgaram nesta terça-feira a imagem mais profunda já fotografada do universo. A foto foi captada através da câmera em infravermelho do telescópio espacial Hubble. As informações são da agência AFP.

Na imagem, no quadro superior à esquerda, o objeto menor e um outro sob a cor vermelha representam galáxias que correspondem a uma distância entre 12,9 bilhões e 13,1 bilhões de anos.

Segundo as agências espaciais, galáxias com esse tempo de distância jamais haviam sido observadas. Os cientistas explicaram que elas são muito menores do que a Via Láctea - a galáxia da Terra - e possuem uma população de estrelas que pode ser enxergada nos pontos de coloração azul.

segunda-feira, 4 de janeiro de 2010

Balança comercial brasileira fecha o ano com menor saldo desde 2002

A balança comercial brasileira fechou 2009 com superávit de US$ 24,615 bilhões (média diária de US$ 98,5 milhões). Esse resultado é a diferença entre exportações de US$ 152,252 bilhões (média diária de US$ 609 milhões) e importações de US$ 127,637 bilhões (média diária de US$ 510,5 milhões). É o saldo mais baixo desde 2002.

A corrente de comércio – soma das duas operações – totalizou US$ 279,889 bilhões no período.

No ano, as exportações brasileiras – pelo critério da média diária – registraram queda de 22,2% em relação ao desempenho de 2008, quando a média diária dos embarques nacionais chegou a US$ 782,4 milhões. Na mesma comparação, as importações caíram 25,3% ao saírem de uma média diária de US$ 683,7 milhões em 2008, para os US$ 510,5 milhões deste ano.

Em dezembro, as exportações somaram US$ 13,720 bilhões (média diária de US$ 623,6 milhões), cifra 0,7% menor que a registrada no mesmo mês de 2008 (US$ 628 milhões). Em comparação com a média diária das exportações verificada em novembro de 2009 (US$ 632,7 milhões), a retração foi de 1,4%.

No mesmo período, as importações chegaram a US$ 12,285 bilhões, com média diária de US$ 558,4 milhões. Esse desempenho foi 6,8% superior ao registrado em dezembro do ano passado (US$ 522,8 milhões) e 7,2% menor que o de novembro de 2009, quando a média diária das importações brasileiras foi de US$ 601,9 milhões.

O saldo comercial em dezembro foi de US$ 1,435 bilhão. O superávit, pela média diária (US$ 65,2 milhões), apresentou redução de 38% sobre o saldo comercial médio registrado em dezembro de 2008 (US$ 105,2 milhões) e crescimento de 112,1% em comparação com a média diária do saldo comercial em novembro de 2009 (US$ 30,8 milhões).


Fonte: http://www.clicrbs.com.br/anoticia/